Skip to content

Foi Assim. Zita Seabra (2007)

April 14, 2013

See on Scoop.itMore … or less!

“É assim sempre que se relativizam valores civilizacionais, e muito particularmente se relativiza o universalismo desses valores e se submete o valor da vida, do respeito pelo outro, à ideologia. Quando tal acontece instala-se uma terrível mentalidade totalitária e dá-se lugar ao terrorismo de Estado. Ao terrorismo de Estado ou ao terrorismo de grupos minoritários ou maioritários mais ou menos iluminados — mas terrorismo. Sempre que se relativizaram princípios morais e éticos abriu-se caminho aos dramas e às tragédias, no limite justificadas pela nobreza das causas. Essa é talvez a maior das lições do século xx, no mundo mas também na Europa, e que não pode nunca ser esquecida por quem militou nos partidos comunistas, por quem se esqueceu da Sita Valles.
A sua tragédia levou-me, nesses anos, a um sentimento de tristeza, de revolta, de pena e de culpa. Mas não o suficiente para chegar ao âmago da questão.”

[op. cit., p. 314]

Manuel J. Matos‘s insight:

Verdades que calam fundo! / So true!

See on www.wook.pt

(english version: http://www.amazon.com/How-it-was-ebook/dp/B008J2ESBS/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1365934516&sr=8-1&keywords=how+it+was+seabra)

One Comment leave one →
  1. April 26, 2013 6:22 am

    There are some interesting points in time in this article but I don’t know if I see all of them center to heart. There is some validity but I will take hold opinion until I look into it further. Good article , thanks and we want more! Added to FeedBurner as well

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: